A busca pelo equilíbrio entre sedentarismo e hiperatividade

Sedentarismo e hiperatividade são termos cada vez mais usados para descrever o comportamento infantil.

Há uma grande variação dentro de cada uma dessas classificações, além de uma série de características que podem ajudar os pais a se perguntarem qual a situação de seus filhos.
Para explorar o mundo, uma criança precisa estar em movimento. Seu pensamento se traduz em ações, portanto, é normal que ela seja curiosa, queira tocar em tudo, pegar e colocar objetos na boca.
No entanto, a criança também precisa ter momentos de tranquilidade nos quais consiga ficar sentada, brincar com jogos que exijam concentração, ler ou ouvir uma história. Movimento demais pode ser um indício de hiperatividade.

Já o sedentarismo se caracteriza pela ausência ou escassez de movimento no dia a dia. Em uma sociedade cada vez mais inativa, é responsabilidade dos adultos ajudar as crianças a não serem sedentárias, incentivando sempre a prática esportiva.

O sedentarismo é normalmente associado à obesidade. Para acabar com mais esse problema, além de incentivar a prática esportiva é preciso cuidar da alimentação das crianças, reduzindo o consumo de alimentos processados e disponibilizando mais frutas e verduras.

Dicas para descobrir se seu filho é sedentário ou hiperativo:

1. Preste atenção aos hábitos familiares. É importante descobrir se seu filho é mais caseiro (vive sentado ou deitado) ou prefere brincar fora de casa.

2. Analise os hábitos alimentares de seu filho. Veja em que intervalos de tempo ele come e quais são seus alimentos preferidos. Confira também sua despensa e se os adultos da casa respeitam as regras impostas às crianças.

3. É fundamental saber quantas horas da semana a criança dedica às atividades físicas.

4. Não parar quieto, ter pouca coordenação motora e quebrar quase tudo o que toca podem ser indícios de hiperatividade

5. Descubra se seu filho se interessa por esportes.

6. Observe se prefere a criança prefere se isolar.

7. Observe quanto tempo seu filho dedica aos exercícios físicos e às atividades mais passivas, como ver TV e mexer no computador.

Se você notar qualquer comportamento preocupante, leve seu filho a um pediatra. Ele esclarecerá suas dúvidas e ajudará a criança a buscar alternativas melhores para sua saúde. Isso será fundamental para sua saúde física e emocional no futuro.

Alejandra Libenson
Psicóloga e psicopedagoga
Especialista em educação, criação e infância.
Autora do livro “Criando hijos, creando personas”.
alejandralibenson@hotmail.com

Fonte Discovery Kids

Anúncios