Edgar Morin, sociólogo francês: diversidade é a manifestação da unidade

Edgar Morin, sociólogo e filósofo francês, argumenta que a grande fronteira da contemporaneidade é a compreensão da relação entre diversidade e unidade. Segundo Morin, diversidade é a manifestação da unidade. Cultura, um conceito universal. Mesmo assim, não há uma cultura igual à outra. Linguagem, um conceito universal. Mesmo assim, as línguas são diferentes em suas manifestações. Ao compreendermos esta relação, diz o pensador, deixamos de querer homogeneizar as formas e estamos aptos a nos relacionarmos como humanidade. Conferencista do Fronteiras do Pensamento nos anos de 2008 e 2011.

Anúncios