Mãe de jovem com síndrome de Down pede ajuda para alfabetizá-lo

  • Caros leitores, recebi uma mensagem de uma mãe de um jovem de 18 anos com síndrome de Down. Ela mora em Carapicuíba, São Paulo e gostaria da ajuda de vocês. Já conversei pela internet com a Jussara, mas acredito que os moradores de São Paulo podem contribuir assim como as famílias de crianças com a síndrome. Quem puder colaborar…

    “Olá, fico feliz por te encontrado esse site. Sou a Jussara, mãe do Matheus, 18 anos, que tem Síndrome de Down. Gostaria de pedir uma ajuda/orientação. Apesar da idade, o meu filho ainda não é alfabetizado. Aqui em Carapicuíba, onde moramos, não consigo vaga para matriculá-lo nas escolas estaduais, para que ele inicie o Eja.

    Já escrevi até na Secretaria da Educação, porém não me deram uma resposta satisfatória. Encaminhei outro e-mail, e até o momento estou esperando respostas. Aqui ele estuda na Apae Carapicuíba, e está sendo alfabetizado aos poucos, porém, a mesma não é cadastrada na secretaria da educação, então o meu filho não têm diploma para continuar o Eja, no ensino fundamental.

    A culpa toda, é minha, eu sei, mas na época, eu não acreditava na inclusão, como ela é feita pelo Estado. E hj, se ele for estudar, eu vou com ele pra sala de aula, para acompanhá-lo.Fico triste, pois ele tem muita vontade, é bem inteligente e disposto, mas nos falta escolas, pois mesmo que eu souber de uma escola aqui em Sp, a empresa q trabalho, paga o aux.excepcional, até R$ 600,00.

    Vi também nesse site, o curso de fotografia, e gostaria de saber, se há um curso desses, para pessoas com Síndrome de Down aqui em Sp. Me desculpe pela longa mensagem, mas preciso de orientação, e agradeço se vcs puder me dar uma luz, por onde começar. Grata, Jussara”

    O contato da Jussara é https://www.facebook.com/Arassaju.

Anúncios