Inclusão vai ao Mercado de Trabalho?, Ser diferente é normal, por Geraldo Paiva Jr*

Deficientes-terão-inclusão-no-mercado-de-trabalhoHoje é tão bom ver blogs, estudos, pesquisas, campanhas, sobre a inclusão na educação, na sociedade, nas ruas, em todo lugar. Todos tem um discurso politicamente correto, mais do que nunca tem se ouvido a palavra Inclusão.

Mas parece que  para alguns setores ela simplesmente não existe, no mercado de trabalho ela é apenas um objeto de lei que inclui, excluindo. De nada adianta criar leis para reservas de vagas tanto  no setor púbico, como no privado se não ensinam o significado da palavra inclusão de respeito à diferença.

Você luta, batalha consegue seus direitos e a partir daí é achincalhado por todos os lados e ainda dizem “não estamos preparados para receber vocês”

Pode até parecer duro demais , muita revolta, mas não é essa realidade que encontrei no mercado de trabalho e vejo muitos colegas meus encontrarem.  A inclusão  no mercado de trabalho é velado, se você tem uma deficiência, que não é aparente não é impactante não “incomoda” tudo bem você até é aceito, mas se sua deficiência é externamente aparente, você vai ter problemas, as pessoas julgam sua capacidade de raciocínio , sua capacidade de executar suas tarefas mediante  suas limitações físicas, intelectuais, ou de gênero.

Conquistar seu espaço, se torna uma tarefa árdua, são dias a fio de trabalho, de pequenos passos, para conseguir garimpar seu lugar, mostrar seu valor, sua capacidade, suas qualidades, mas, apesar de tudo, é uma luta que sempre vale a pena.

*Geraldo Toledo de Paiva Junior, tem 32 anos, é jornalista, especialista em Marketing Político, Funcionário Publico, casado, caçula de quatro irmãos e feliz. Tem paralisia cerebral.

Anúncios