Dicas para se comunicar com surdos

Fonte Por Sinais:

Aqui vão umas dicas para você que já quer se comunicar de primeira com um surdo. Veja, não há nada complicado demais.:

– Quando você quiser falar com um surdo, acene ou toque em seu braço levemente. Não chegue bruscamente nem grite, pois a maioria dos surdos realmente não vai te ouvir. Eles tem sua sensibilidade e visão mais aguçada;

– Quando houver um intérprete de Libras com você, sempre se dirija ao surdo, e não ao intérprete, pois é ao surdo que você está falando. O surdo sim vai precisar olhar para o intérprete para saber o que você falou, mas logo depois, falará olhando para você, com os sinais;

– Aprenda Libras, mano! Há tantos cursos, tantas igrejas, lugares mais em conta.

– Quando você trocar número de celular com um surdo, saiba que ele usa mensagens como forma de comunicação, obviamente. Não vá ligar para ele, e escreva de forma simples.

– Eles são surdos. Mudinho, surdo-mudo, enfim, são termos ofensivos. “- Ah, mas ele nem escuta”. Não vou dar aulas de ética aqui, não é mesmo? Saiba que eles se ofendem ao saber que estes termos são usados.

– Há surdos e pessoas  com deficiência auditiva. Qual é a diferença? Surdos são os da comunidade surda, com língua própria, com elementos culturais, enfim. Já pessoas com deficiência auditiva é aquele avô seu que está perdendo a audição, enfim, não há uma identidade com a cultura surda, ele sempre estará usando o português.

– Quando for aplaudir um surdo, deve-se levantar as mãos e balançá-las, pois é assim que eles percebem que estão sendo prestigiados.

– Caso você não entenda o que o surdo disse, peça para que repita. Se não entender, peça que escreva, o importante é se comunicar. Pode usar expressões faciais, gestos e movimentos corporais tambem. Mas não fique só nisso, aprenda Libras!

– Saiba que a maioria dos surdos não domina o português, então se for se comunicar por meio de escrita, escreva palavras e frases simples.

Campanha “Dê uma ajudinha a si mesmo, refeja seus conceitos”

Instituto Mara Gabrilli lançou uma campanha chamada “Dê uma ajudinha a si mesmo, reveja seus conceitos”, na XII Reatech. Está toda disponível no canal Youtube do instituto, com algumas situações corriqueiras que a maioria já passou. Aborda de forma cômica o convívio de pessoas com deficiência, são cidadãos que querem ajudar, mas não sabem como.

O objetivo é alertar a população sobre como ajudar, sobre a se envolver com pessoas com deficiência sem medo, mas sem preconceito tambem. Veja a curta metragem sobre os surdos:

Para ver mais vídeos, acesse o canal do Instituto Mara Gabrilli: http://www.youtube.com/user/institutomaragabrill/featured

Anúncios