Notícias de Angola: aumenta número de crianças com necessidades educacionais especiais e número de professores nas escolas do país

A reportagem a seguir está escrita em ‘português de Portugal’ e foi reproduzida da Rádio Luanda.

MED controla mais de vinte e três mil crianças com necessidades especiais no país

 

O Ministério da Educação (MED) controla, em todo país, 23 mil e 193 crianças com necessidades especiais, no sistema de ensino, informou , o director-geral do Instituto Nacional para Educação Especial, Jorge Pedro.

O responsável fez saber que os números têm aumentado, anualmente, a título de exemplo, revelou que em 2001, o pelouro controlava quatro mil e 357 crianças, em 2005 subiu para 12 mil, dois anos mais tarde, aumentou para 16 mil crianças e em 2009 para 20 mil alunos.

Assim sendo, disse, o MED prevê, em 2014, acompanhar mais de 27 mil crianças, relativamente a infra-estruturas, o responsável diz haver, também, um aumento, pois até 2002 existia no país, apenas, quatro escolas nas províncias de Luanda, Benguela, Huíla e Malanje.

Actualmente, o MED controla 16 escolas, em todo o país, nas províncias do Zaíre, Bengo, Kwanza Sul, Lunda Sul, Huambo, Benguela, Bié, Kuando Kubango, Huíla, Namibe e Cunene, com uma escola cada, Kwanza Norte, com duas, e Luanda, com três.

A par disso, prosseguiu o responsável, o número de professores que, em 2008, era de 200, em 2011 passou para 360, e, actualmente, é de 505.

Anúncios