Projeto da Emater trabalha a inclusão de crianças com necessidades especiais

Da Redação/ Agência Pará de Notícias

Um projeto desenvolvido pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) no município de Porto de Moz, oeste paraense, trabalha a inclusão social e estimula a coordenação motora de crianças e adolescentes com necessidades especiais atendidos pela Escola Municipal Fátima Pimenta. Com a implantação de uma horta escolar em meio hectare de área, estudantes entre 10 e 15 anos recebem orientações de técnicos da Emater para o plantio de cebolinha, coentro, alface e pimentão.

A atividade agrícola ensina as crianças a reutilizarem produtos que normalmente são descartados. Na horta, os canteiros ganharam um atrativo especial: a base, que foi construída com garrafas pet e em modelo de flor e peixes. “Isso é um recurso que utilizamos para atrair a atenção as crianças, assim elas ficam bem mais ligadas nas instruções”, explica o técnico Jackson Lima, da Emater. A horta é toda desenvolvida nos moldes agroecológicos, que entre outros recursos utiliza defensivos naturais a base de fumo, álcool, pimenta malagueta e alho.

Segundo Lima, esse é primeiro projeto de horta escolar que a Emater desenvolve com o público estudantil, mas a ideia é expandir o projeto para outras cinco outras escolas do município, três delas localizadas na zona rural. Toda a produção da horta, que já começa a ser colhida em três meses, será utilizada na merenda das crianças.

Anúncios