Ser diferente é fashion: A moda de detalhes bem pequenos… por Mariana Silva

Juliana Caldas1ds

Já ouviu aquela frase: na moda, nem tudo é para todos? Pois é, hoje apresento um caso muito bacana provando que isso é uma grande balela. Vim contar a história da marca de roupas Fator Brasil, especializada em confeccionar peças para portadores de nanismo.

Tudo nasceu da cabeça da criativa Joventina Sousa, que de tanto ver os amigos querendo suas peças em “escala reduzida”, resolveu encarar o desafio; “ eu nunca havia trabalhado com roupas para tamanhos especiais, mas de tanto as pessoas pedirem, acabei tentando fazer e está dando certo”.

Além de ser desafiante para Joventina, a proposta da Fator Brasil é inédita nesse segmento: “não conheço ninguém que faça um trabalho como o meu, acho que por isso sou tão procurada”. Segundo ela, todo o esforço só tem gerado resultados positivos.

As inspirações das roupas vem do cotidiano, que sempre presenteia Joventina com uma ideia interessante, que logo se transforma em roupas lindas, totalmente adaptadas às necessidades dos clientes portadores de nanismo. Em destaque temos belos vestidos e saias.

A Fator Brasil vem para provar que, com boa vontade e paciência, é possível que uma moda inclusiva e bem feita cresça dentro das empresas desse seguimento. “A moda é a indústria da autoestima, todos querem ficar bonitos, por isso quando faço roupas diferenciadas para essas pessoas, o sucesso é imediato”, finaliza Juventina.

*Mariana Silva (Idealizadora do Blog http://naoesobremoda.wordpress.com, é colaboradora de http://www.tudobemserdiferente.com. Jornalista, 24 anos, nascida em Belo Horizonte, Minas Gerais. Para ela, moda é uma futilidade necessária e um fenômeno sociológico interessantíssimo; “o legal é quando fazemos a moda trabalhar a nosso favor, ficar dependente dela não faz bem”). Tem displasia Óssea, síndrome que afeta o crescimento e a resistência dos ossos de todo o corpo. Escreve Ser diferente é fashion para http://www.tudobemserdiferente.com toda quinta-feira. As opiniões aqui publicadas são de responsabilidade do colunista.

 

Anúncios