Willian e Kate também lutam contra o estigma da síndrome de Down

Fonte: Site do Romário

Ele não tem nem um mês de idade, mas Príncipe George já aprendeu uma grande lição dos seus pais bondosos.

Príncipe William e Kate Middleton geralmente fogem dos holofotes, mas recentemente eles abriram uma exceção por uma artista com síndrome de Down. Tazia Fawley, 43, passou seis meses produzindo uma pintura brilhante do clássico infantil Rupert o Urso voando sobre a ponte no Bristol Balloon Festival, na Inglaterra, e esperava que o casal real aceitasse a pintura e a pendurasse em sua casa.

 

Após a artista completar sua peça, Suzie Moffat, diretora da Heart & Sold, uma organização que promove artistas com síndrome de Down, tirou uma foto da pintura e a enviou para o Palácio de Buckingham para ver se os novos pais ficariam interessados. Pouco tempo depois, ela recebeu um recado entusiasmado do casal dizendo que eles ficariam felizes em receber a obra de arte.

 

A mãe de Fawley disse que essa recepção irá encorajar outras pessoas com Down a perseguir os seus sonhos e também, esquecer o estigma que a síndrome tem no Reino Unido.

 

“Na Inglaterra, sempre somos estigmatizados e atacados, e agora com a atitude do Príncipe e da Duquesa de Cambridge, essas atitudes foram levadas para longe. É como se toda negatividade tivesse sumido”.

 

Confira o texto original aqui, somente em inglês.

Anúncios