Mamãe Down Up: Dia de festa, por Ana Flávia Jacques

cerejacolagemA primavera começa ainda mais perfumada: hoje (24/09) a nossa flor Maria Fernanda completa o seu primeiro ano de vida. Um ciclo que começou tão corrido, tão cheio de expectativas e medo e que se fechou com tanta saúde, vitalidade e esperança. É um marco, é o início de uma infância que promete ser de muitas alegrias e felicidade, estampados por um sorriso meigo e verdadeiro. A luta, que sempre foi pela vida, continua sendo pelo bem-estar dessa mocinha (afinal, todos nós precisamos cuidar de nossa saúde), mas o foco agora é mostrar para esse mundão que é completamente normal ser diferente.

A Cerejinha foi guerreira, sim. Sem dúvidas ela é um exemplo de vida, mas ela é apenas uma menininha como qualquer outra. Que quer seu espaço, que vai crescer, desabrochar e descobrir muitas coisas. Que ainda vai enfrentar diversos outros obstáculos (em quem não os enfrenta?), vai aprender, vai ensinar, mas, acima de tudo, vai receber todas as oportunidades para ter uma vida completa. E estaremos sempre ao lado dela em todas essas etapas.

E que cada pequena conquista seja comemorada, assim como o dia de hoje e todos os dias “24” de cada mês. Aliás, preciso contar que todos os meses comemoramos a vida da pequena. Todo dia 24 sempre foi dia de festa lá em casa. Dia de “mesversário”, com direito a bolo, vela e “parabéns pra você”. Uns foram mais produzidos com salgadinhos, refrigerantes e balão. Em junho, por exemplo, teve até canjica, pipoca e bandeirolas. Outros foram mais tímidos. Mas nenhum passou em branco. E em cada um deles uma emoção e uma descoberta diferente. Teve até gente tentando roubar granulado do bolo quando fez 11 meses. Eu aguento? (risos). Na hora de soprar a velinha, a mamãe sempre fez o mesmo pedido. Alguém arrisca um palpite?

E quantas coisas passamos juntas neste primeiro ciclo! Espero que um dia cada uma destas palavras sejam lidas pela Maria Fernanda e que ela saiba o tamanho do amor que ela desperta. Que saiba o quanto me inspira e como mudou a minha forma de encarar a vida. O quanto transformou todos a sua volta em pessoas melhores e como, desde tão pequena, já nos ensina tantas coisas. A mim ensinou a maior delas: ser mãe.

Eu ainda me lembro do cheiro que senti enquanto estava deitada naquela maca na sala de parto. O cheiro da vida que jamais me esquecerei e que me acompanhou por esses 365 dias e pelos próximos outros infinitos em que estaremos juntas.

Que Papai do Céu abençoe sempre o nosso anjo, com ainda mais saúde, felicidades, conquistas, sucesso, amor, paz, união, harmonia, energias positivas, amigos verdadeiros, respeito, alegria e muitos anos de vida!

Amo você, filha! Feliz aniversário!

#VivaCerejinha ♥

* Ana Flavia Jacques, jornalista e mãe de primeira viagem da Maria Fernanda, a Cerejinha Baby, uma linda e doce garotinha com síndrome de Down.

E-mail: anaflaviajacques@yahoo.com.br

Facebook: https://www.facebook.com/CerejinhaBaby?ref=hl

** As opiniões aqui publicadas são de responsabilidade do colunista.

Anúncios