Desatenção, hiperatividade e impulsividade.

Fonte Elpiensino

Desatenção, hiperatividade e impulsividade são os principais sintomas do TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade), conhecido também como hiperatividade ou DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção). O transtorno atinge 3 a 5% das crianças, segundo a Associação Brasileira do Déficit de Atenção (ABDA), e é um dos causadores da hiperatividade infantil na escola.

A situação é bastante conhecida pelos pais e professores,  a criança ou adolescente não consegue se concentrar nas tarefas e se distrai com facilidade, apresentando dificuldade de controlar seus impulsos, de seguir regras e de pensar nas consequências futuras de seus atos.

Permanecerem sentados também é um desafio imposto aos hiperativos, estes possuem excesso de atividade motora e reações emocionais exacerbadas.

Entretanto, só alguns sintomas não caracterizam um diagnóstico de TDAH, é necessária a avaliação de um grupo de médicos especializados (neurologista, psicopedagogo, fonoaudiólogo..) para determinar a existência de um transtorno.  Ao todo, são 21 sintomas que determinam o TDAH: nove relativos à desatenção, nove à hiperatividade e três à impulsividade.

O tratamento do transtorno deve ser multimodal: combinar medicamentos, orientação aos pais e professores, reforço escolar individualizado,  além de terapia cognitivo – comportamental.

No entanto, é importante ressaltar que nem sempre faz -se necessário o uso de medicação, em alguns casos pequenas mudanças melhoram o comportamento do aluno e amenizam os sintomas, como trocar de lugar na sala de aula, estudo direcionado,  realização de pequenas tarefas dentro da sala de aula afim de canalizar a energia do aluno hiperativo.

No reforço escolar individualizado, os professores acompanham o ritmo do aluno, atendendo e entendendo suas necessidades, interagindo com o aluno de forma a mantê-lo focado e interessado no objeto de estudo.

Anúncios