Sobre rodas na pista de atletismo, por Ricardo Albino

atletas

É nós na pista

Sábado de sol quente em Belo Horizonte e lá fui para a pista de atletismo. Aí, meus leitores podem perguntar: uai moço, mudou de esporte? Não. Minha modalidade continua sendo a bocha. Porém, enquanto as competições não começam dentro da cancha, fui à Academia da Polícia Militar testar minha força no lançamento de pelotas, o equivalente ao lançamento de disco dos Jogos Olímpicos.

Foi diferente, divertido e emocionante. O D.I. como a Academia da polícia é popularmente conhecida é quase minha segunda casa. Ali, já caí do cavalo na pista de areia; conquistei a minha primeira medalha na corrida em cadeira de rodas; voltei nos tempos da faculdade para cobrir um torneio de peteca e agora, como dizem os policiais, não pude “evadir do local”, agarrei mais uma oportunidade e fui à captura de uma nova conquista.

É interessante perceber de ângulos variados a mesma situação. Como tivemos que chegar no inicio da tarde, o público logo reclamou da falta de água para refrescar do forte calor. Dentro da pista, eu e os outros atletas, a maioria sem boné, estava de cabeça fresca e adrenalina fervendo, simplesmente por poder participar do evento.

Segundo o espírito olímpico, o objetivo geral da prática esportiva é o ”congraçamento entre os povos”. No meu caso, procurei cumprir a regra direitinho. A medalha real, aquela que depois de muita demora coloquei no pescoço, acabou subindo o terceiro degrau no pódio da alegria. No topo, agradeço por competir. Depois pelo fato de fazer aquilo que gosto ao lado de amigos que não encontrava fazia tempo e também conhecer gente nova, quem sabe, futuros amigos.

Parece que o numero três será meu amuleto  da sorte na carreira esportiva, a qual espero que seja longa e vitoriosa. Três anos competindo e o mesmo numero de torneios disputados e medalhas na estante. Para definir bem meu resultado, busquei o jargão preferido da polícia quando obtém sucesso em uma operação. Espero seguir com resultado bem ”positivo operante”.

medalha-2

Ricardo Albino, jornalista, Coluna Sobre Rodas / Tudo Bem Ser Diferente

ricjornalista@hotmail.com / http:// HYPERLINK “http://ricardo-albino.blogspot.com.br

Fotos de arquivo pessoal

As opiniões aqui publicadas são de responsabilidade do colunista.

Anúncios