Moda inclusiva: o que pode ser feito por nós? Ser diferente é fashion, por Mariana Silva

Mais uma entrevista sobre moda inclusiva

Oi gente, como estão? Dizem os sábios que uma imagem vale mais que mil palavras, não é mesmo? Pois bem, hoje trouxe pra vocês uma participação minha no programa De Tudo Um Pouco, produzido pela Rede Super, uma TV aqui de Minas Gerais; serão várias imagens falando sobre a inclusão no mundinho fashion.

Depois vocês me contam se curtiram o look, mas, principalmente, se concordam com as ideias que expus na matéria. Eu acredito que muito está sendo feito por nós, pessoas que precisam de um carinho a mais na hora de se vestir, mais ainda é possível fazer bastante coisa…

Então aperta o play para me ver na telinha! Um beijo e até breve!

*Mariana Silva (Idealizadora do Blog http://naoesobremoda.wordpress.com, é colaboradora de www.tudobemserdiferente.com. Jornalista, 25 anos, nascida em Belo Horizonte, Minas Gerais. Para ela, moda é uma futilidade necessária e um fenômeno sociológico interessantíssimo; “o legal é quando fazemos a moda trabalhar a nosso favor, ficar dependente dela não faz bem”). Tem displasia Óssea, síndrome que afeta o crescimento e a resistência dos ossos de todo o corpo. Escreve Ser diferente é fashion para www.tudobemserdiferente.com toda quinta-feira.

Anúncios