Ser mãe, um presente que a vida me deu, por Regina Helena Alves Silva

Saímos, no sábado, pra almoçar todas as mães da minha família porque o domingo é infernal. Eu, Silvia, minha mãe e minha irmã – as 4 mães – mais minhas duas irmãs e nossos filhos. Foi um dia inteiro de farra. Pedro apareceu de uma hora pra outra com uma pedra na mão. Ele alisava a pedra, olhava de todos os lados. Me chamou e disse: “Mamãe quero dar essa pedra pra mãe Silvia. Essa pedra é mágica, ela faz coisas, quero dar pra mãe Silvia”. Assim fez: entregou a pedra mágica pra Silvia com todo cuidado.

Um tempo depois me deu outra pedra, dizendo as mesmas coisas. No final,do dia Duda entrou em uma loja de flores, escolheu sozinha uma orquídea azul e saiu com ela nas mãos dizendo: “É pra nossa casa, uma flor pra nossa família”. Assim terminamos o sábado. Esses são nossos presentes do Dia das Mães. Até três anos atrás eu não tinha a menor ideia do que uma pedra mágica e uma flor azul podem fazer às nossas vidas. Hoje eu sei que há três anos ganhei o presente maior de todos: meus filhos. São eles quem nos tornam mães, não pelo nascimento mas pelas pedras mágicas e as flores azuis.

Meus filhos vieram a mim. Eu os encontrei, andei passos difíceis nesse encontro mas enfim o poder das pedras mágicas e das flores azuis nos tornaram uma família, embora muitos querem dizer que não. Nada, absolutamente nada pode vencer as pedras mágicas e as flores azuis. Eu penso na mãe biológica deles. Espero que um dia ela encontre a paz, que o seu coração se aquiete, que ela consiga sair da espiral de violência que a vida lhe envolveu…..espero que ela um dia possa entender o tamanho do presente que a vida me entregou. Ela ajudou a me tornar isso que hoje meus filhos celebram: mãe.

11211602_975110162499117_1482214048_o

Anúncios