Repúdio a página no Facebook que pede o fim de ‘privilégio’ às pessoas com deficiência

Pensei bastante se perderia o meu tempo e daria algumas linhas para este episódio registrado pelo site Diário do Centro do Mundo, que tanto respeito. Um outdoor em Curitiba pede: “Redução em 50% das vagas exclusivas pra deficientes; fim das cotas para deficientes em empresas; redução em 50% de filas e assentos exclusivos para deficientes; fim da isenção de impostos na compra de carro zero; fim das cotas em concurso público e fim à gratuidade para deficientes”. No Facebook a página é chamada de Movimento pela Reforma de Direitos. 

Como recebi o link sobre esse outdoor simultaneamente de cinco leitores, decidi escrever algumas poucas linhas… Quem sabe a pessoa, porque me recuso a acreditar que seja um grupo, um movimento ou uma reunião de cidadãos, encontre luz e paz, energia positiva e desejo de aprender que:

1 – Direito das pessoas com deficiência não é benefício; é simplesmente direito conquistado e legitimado pela lei;

2 – Se você é uma pessoa com deficiência não deveria lutar contra si próprio e se não é deveria entender que uma sociedade democrática não só garante direitos adquiridos como luta para ampliá-los e não para reduzi-los;

3 – O Brasil tem 45,6 milhões de pessoas com deficiência, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), ou seja, 23,9% dos 190 milhões de brasileiros que precisam de um país mais hospitaleiro;

4 – O direitos garantidos em lei são fundamentais para as pessoas com deficiência viverem com dignidade;

5 – O dinheiro utilizado para pagar publicidade contra os direitos das pessoas com deficiência poderia ser usado para trabalhar em prol destas pessoas;

6 – É no mínimo desrespeitoso pensar em reduzir direitos, em especial de pessoas com deficiência, que lutam cotidianamente contra o preconceito e atitudes deslocadas e isoladas;

7 -Incitar as pessoas a se mobilizarem contra as pessoas com deficiência constitui, a meu ver, discurso de preconceito.

Pensando melhor, vou parar por aqui… com os votos de que o repensar é o melhor caminho para quem está tão distante de uma proposta de sociedade inclusiva.

E você, leitor do nosso blog, que apoia, acredita e batalha pelos direitos das pessoas com deficiência, ajude-nos a pensar e a não pactuar com este tipo de iniciativa.

12301489_1233191810044171_1163787675923735347_n.png

 

Anúncios