Retomada

RETOMADA

DSC_0100

#paracegover: No primeiro plano eu (estou agachado) e João (sentado na cadeira de rodas). João levanta o braço direito apontando para trás. No segundo plano muitas pessoas. Ao fundo a pira olímpica. Essa foto foi tirada nas olimpíadas do Rio de Janeiro de 2016.

 

Com certa frequência sou chamado a ir junto por caminhos que não sei andar, que são escorregadios, que tem em si, uma forma delgada de ser. Aceito com frequência ir junto. Trocando, conversando, me boicotando, às vezes com um tarja preta no bolso, às vezes com a simples esperança de poder ir. Vou tateando, lendo sinais, passando sobre buracos sem saber direito para que lugar estou indo, mas vou. Desde criança sou curioso, quero saber como é… às vezes são ciladas, às vezes prazeres, às vezes nada mais do que obrigações. Mas vou!

É nesse espírito que assumo, junto com Sônia Pessoa, a gestão de toda essa comunidade que soma mais de 13.000 perfis/pessoas que habitam o Tudo Bem Ser Diferente. Uma responsabilidade enorme, diante de anos de trabalho de Sônia, de um período de 2 anos quase sem publicações e num momento em que o livre pensar e viver esteja sofrendo grande ataque.

É na esperança de ser digno a vinda de Pedro Pessoa para esse mundo que aceito esse convite. É na esperança de poder ser justo com sua bondade e coragem que assumo tal empreitada. Apesar de ter sido colunista deste blogue, não conheci Pedro pessoalmente, apesar disso, gosto dele. Foi junto com Pedro e Sônia que entrei nesse mundo discursivo sobre a deficiência. Foi com Pedro e Sônia que tantas vezes vibrei por uma conquista. Foi com Pedro e Sônia que viajei para a França. Foi com Pedro e Sônia que chorei várias vezes nos últimos dois anos. É com Pedro e Sônia que estou renascendo para a escrita.

Quero neste período ter compromisso! Compromisso com os leitores, compromisso com os colunistas, mas principalmente, compromisso com pessoas com deficiência e familiares de pessoas com deficiência! Compromisso com a reflexão honesta, feita com linguagem acessível.

Teremos a partir de agora, colunistas de várias partes do Brasil. Diversas experiência corporais, sensoriais, cognitivas colocadas no ar. Uma pluralidade de formas de estar neste mundo e que enriquecem tanto a nossa existência. Para isso, juntaremos relatos de vida, entrevistas, reflexões sobre temas contemporâneos, questões relativas à inclusão de pessoas com deficiência na vida social. Queremos ser um ponto de acesso entre você e comunidades que habitam o mundo social, sejam elas reais e/ou virtuais.

Como a experiência da pessoa com deficiência está em constante evolução, você poderá encontrar aqui textos que discutam a experiência da obesidade, textos que associem gênero e deficiência, raça e deficiência, sexualidade e deficiência, textos que podem através do discurso da ética animal nos permitir criar comunidades sentimentais que nos consintam pensar a existência no nosso tempo.

Não vou adiantar todas as possibilidades que imaginamos e aquelas que ainda vão aparecer. Vamos fazendo à medida que nossas forças vão permitindo, neste imenso vale de experiências, existir.

Abraço afetuoso,

Carlos Wagner

 

 

Anúncios