Um livro para um novo ano!

Essa é a nossa última publicação em 2017, voltaremos a ter atividades no blogue apenas em fevereiro. Férias é algo necessário e bom!

Sei que o natal já passou, a grana está curta, mas gostaria de indicar um livro para leitura no próximo ano. É um dos livros mais interessantes que já li no que se refere a pessoas com deficiência, a ser pai/mãe de uma pessoa com deficiência e como essa experiência é um convite ao exercício de uma boa relação com as diferenças. É um livro longo, eu demorei quase um semestre inteiro para dar conta de ler, mas o esforço compensa. Além de muito bem escrito, o livro é um convite para que não sejamos simplistas na vivência de nossas experiências com o outro.

O livro é do jornalista estadunidense Andrew Solomon e tem como título “Longe da árvore: pais, filhos e a busca da identidade”, no Brasil é publicado pela editora Companhia das Letras.

A metáfora da árvore e do fruto que cai longe de sua copa é um incentivo para que vivamos com alegria, tensão necessária e abertura a experiência da maternidade e da paternidade de filhos que são diferentes daquilo que planejamos. E não se trata apenas de filhos com deficiência, mas filhos prodígios, criminosos, transgêneros e outras experiências. Para mim, o livro é um convite que Solomon nos faz para que sejamos capazes de nos deslocarmos pelas tantas formas de alteridade, que defendamos com firmeza os direitos humanos e que a vida seja diferente do ódio.

Boa leitura, bom ano novo, sejamos gentis.

#pratodomundover: a imagem destacada é a capa do livro. O fundo é amarelo, no centro superior está escrito em letra maiúscula da cor branca Andrew Solomon. Logo abaixo, também centralizado em vermelho está escrito Longe da árvore: pais, filhos e a busca da identidade. No centro inferior da página está o logotipo da Companhia das Letras.

Anúncios