UMA RÁDIO ACESSÍVEL

*Ricardo Albino

#pratodosverem: Na imagem destacada, Ricardo está ao lado de Débora Rajão. Ele está sentado numa cadeira de rodas e ela em pé ao seu lado. Débora, tem suas mãos sobre os ombros de Ricardo. Ambos usam blusa vermelha e Ricardo usa óculos. Fim da descrição.

Tarde de dois de abril de 2018. O dia que ganhei de Deus um presente mais gostoso que ovo de páscoa. Antes que os coelhos fiquem bravos, comunico aos ilustres animais que agradeço a participação deles na história, ou melhor, na crônica de hoje. Caso o amigo leitor estranhe o fato do colunista utilizar um personagem muito comum em narrações de contos infantis em um texto sobre rádio acessível, a explicação é simples: o animal em questão é mascote do América, clube pelo qual torço desde a infância.

Já nos meus tempos de menino queria estudar jornalismo para unir a paixão por rádio, música, esporte e escrita no mesmo pacote. Teria corrido tudo conforme o esperado não fossem dois fatores: a falta de acessibilidade nas rádios de BH e, por consequência, o receio da família quanto à locomoção. Lembro-me que ainda como estudante não foi possível visitar a rádio Itatiaia, local onde pretendia estagiar rumo aos jogos olímpicos do Rio de Janeiro em 2007. Naquela época, encontrei acesso satisfatório na Rádio Inconfidência FM onde entrevistei o saudoso jornalista Jairo Anatólio Lima. Como foi bom poder, alguns anos depois, entrar no prédio da emissora AM para participar do quadro – OS CONTADORES DE HISTÓRIA – no programa Revista da Tarde, apresentado por Débora Rajão. O prédio possui entrada plana, sem degraus, com elevadores e estúdio espaçoso, daqueles que você entra e não tem vontade de sair.  

Sem título

#pratodosverem: a duas montanhas que sobrepõe parte central criando um triangulo. Abaixo, está escrito Rádio Inconfidência, 100,9 FM e 880AM.

Após passar meia hora com os ouvintes e a simpática apresentadora perguntei ao produtor se o departamento de esporte da emissora ficava no mesmo prédio e ele, cordialmente, levou-me para conhecer o chefe da “galera” Sr. José Augusto Toscano e, também, a primeira narradora de futebol do rádio mineiro, Sra. Isabelly Moraes, a musa dos microfones que narrou a volta do meu coelhão à série A do Brasileirão 2018.

 

toscano e isabelly

#paratodosverem: Ricardo está sentado em sua cadeira de rodas no centro da foto. Ao lado esquerdo está a jornalista e narradora esportiva Isabelly Morais. Ao lado direito, o jornalista e coordenador de esportes da rádio Inconfidência, José Augusto Toscano. Fim da descrição.

 

Fizemos fotos e batemos um longo e divertido papo sobre a estrutura dos estádios da capital mineira para os torcedores e profissionais de comunicação, com algum tipo de deficiência. Concluímos que a Rádio Inconfidência é mais bem preparada no tema inclusão e acessibilidade em comparação com os dois estádios de Belo Horizonte, assim como a maioria dos veículos de comunicação da nossa cidade. Ao final do encontro, deixei o local feliz por voltar ali, conhecer e aprender um pouco mais sobre as duas carreiras que amo. Entendi que através da amplitude dos microfones tanto o esporte como a contação de histórias tem papel importante na construção de um Brasil, realmente, inclusivo para todos.

 

FotoRicardo Albino, jornalista, Coluna Sobre Rodas / Tudo Bem Ser Diferente

ricjornalista@hotmail.com / http:// HYPERLINK “http://ricardo-albino.blogspot.com.br

#pratodosverem: Ricardo está sentado em sua cadeira de rodas, segura uma maleta de viagens e está com uma cara de felicidade sem tamanho. Fim da descrição.

Anúncios